Amazon Deals

viernes, 11 de abril de 2014

DESAPEGO, Susana Custódio


DESAPEGO um poema de Susana Custódio





DESAPEGO
  

(Susana Custódio) 


É este não saber o que quero,
Que me amargura,
Que me dá este desassossego
Que me persegue e em mim perdura
A vontade de tudo querer
 E logo este desapego!

Esta vontade não sei de quê, é dura!
Sinto o meu peito em chaga…
Eu queria tanto um amor doçura,
Esta falta que sinto me esmaga…

Todo o meu ser é confusão,
Quero pensar e não me compreendo…
Toda esta vida é uma ilusão
Só eu sei como estou sofrendo!

Ah! Seu eu tivesse alguém a quem beijar,
Que me tirasse este desejo,
Esta ânsia de amar!
Eu daria a minha vida por esse beijo



Poema escrito em : 1969

Sintra - Portugal -  Janeiro 2008

No hay comentarios:

Publicar un comentario